"Porque há nas tuas mãos, meu velho pai, essa beleza que se chama simplesmente vida. E, ao entardecer quando elas repousam nos braços da  tua cadeira predileta, uma luz parece vir de dentro delas. (...) E é, ainda, a vida que transfigura das tuas mãos nodosas... Essa chamada de vida - que transcende a própria vida que os anjos, um dia, chamarão de alma... "É Mario Quintana, em As mãos do meu pai, mas pode ser qualquer um de nós.

A vocês PAIS ANSEFIANOS nossa homenagem da Comunicação Social e que através de suas mãos transmitam aos seus filhos, a Beleza de suas VIDAS vitoriosas, exemplares e significantes.

ansef-dia-pais2019

Usuario:
Senha: