2276

Guarulhos/SP – A Polícia Federal prendeu no Aeroporto Internacional de São Paulo, dois passageiros de voo internacional e um funcionário de empresa prestadora de serviço à companhia aérea, com mais de 40 kg de cocaína.

Na quinta-feira (25), o funcionário de uma empresa prestadora de serviços para companhia aérea, que havia retirado uma van utilizada em serviços na área restrita do aeroporto alegando a necessidade de reparo em dano ocorrido no pneu do veículo, foi detido pelos seguranças ao tentar reingressar na área restrita na posse de uma mala com cadeado, oculta num compartimento sob o banco do passageiro. A PF foi acionada e conduziu o suspeito e testemunhas à sede policial, onde os peritos realizaram a abertura da mala e encontraram 32 tabletes de cocaína, pesando 1 kg cada. O suspeito, que alegou desconhecer a existência do material encontrado, foi preso em flagrante.

Outras duas prisões se deram em decorrência da atuação da Receita Federal, com o auxílio de cães farejadores no porão de bagagens. Na mala de duas brasileiras, que viajariam separadamente com destino a Enugu, na Nigéria e Cotonou, no Benin, foram apreendidos mais de 8 kg de cocaína. A droga estava oculta em fundos falsos e dentro de páginas de revistas. Ambas as mulheres confessaram que receberiam um pagamento em dólar pelo transporte da droga e entrega no destino final.

Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Comunicação Social no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Usuario:
Senha: