Operação Salve o Jequitinhonha cumpre 16 mandados judiciais de busca e apreensão e dez de prisão preventiva em Minas Gerais

ANSEF-002

Belo Horizonte/MG – Na manhã de hoje, 2/4, a Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais, deflagrou a Operação “Salve o Jequitinhonha”, para combater crimes ambientais no curso do rio Jequitinhonha, entre as cidades mineiras de Diamantina e Couto de Magalhães de Minas.

Foram cumpridos 16 mandados judiciais de busca e apreensão e dez de prisão preventiva, todos expedidos pela Justiça Federal de Belo Horizonte. Os cumprimentos foram efetuados por 120 Policiais Federais, 240 Policiais Militares e 12 servidores da Secretaria de Meio Ambiente.

Durante as investigações, a Polícia Federal apurou que cerca de 900 garimpeiros atuavam ilegalmente em cinco trechos do rio; havendo, por vezes, mais de uma cava de exploração nos pontos de garimpo. A exploração era feita em larga escala, com o emprego de grande número de pás carregadeiras, tratores e caminhões, resultando em vasta degradação ambiental da região.

Com a deflagração, a Polícia Federal destruiu, com a utilização de explosivos, todos os instrumentos que vinham sendo utilizados especificamente na mineração ilegal.

Haverá coletiva de imprensa a partir de 11:30h no Batalhão da Polícia Militar em Diamantina.

Comunicação Social – PF/MG

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | www.pf.gov.br

(31) 3330-5270

Usuario:
Senha: