ANSEF-0321245

Guarulhos/SP – A PF prendeu, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em ações distintas, entre os dias 22 e 24/9, passageiros tentando embarcar com droga e com mercadorias não declaradas em suas bagagens.

Na noite de sábado (22/9), policiais federais, ao fiscalizar as bagagens despachadas de um voo com destino a Roma/Itália, com a utilização dos aparelhos de raio-x, identificaram uma mala que continha substância orgânica. A passageira responsável pela mala, uma brasileira, de 41 anos, foi localizada e conduzida à delegacia. Na presença de testemunhas, o policial realizou o desmonte da mala, confirmando a existência de quatro embalagens contendo pó branco, cujo peso total era de aproximadamente quatro quilos. Os testes realizados confirmaram tratar-se de cocaína.

Na outra ação realizada ontem (23/9), servidores da Receita Federal selecionaram um passageiro, nacional da China, de 22 anos, que tinha desembarcado de um voo procedente de Adis Abeba/Etiópia, no canal de inspeção nada a declarar. As bagagens foram passadas pelo raio-x, sendo identificado possíveis mercadorias no interior. Após aberta, foram encontradas várias mercadorias que, pela circunstância da situação e quantidade, indicavam ter fim comercial. Dentre as mercadorias, estavam aparelhos de karaokê, vestuários, calçados, bolsas e celulares, que somavam um valor de quase U$ 6 mil. A Polícia Federal foi acionada, dando voz de prisão por descaminho.

Nesta segunda-feira (24/9), policiais federais abordaram um brasileiro, de 48 anos, que se encontrava com duas malas de bagagens no check-in de um voo com destino a Antananarivo/Madagáscar. Ao ser entrevistado acerca dos motivos da viagem, demonstrou bastante nervosismo. Após a mala ser aberta, percebeu-se a existência de um fundo falso. Realizado um pequeno furo, saiu dele um pó branco, com odor forte. Na delegacia, a mala foi desmontada, encontrando-se uma estrutura falsa na parte interna da mala, com paredes e extremidades montadas em chapas de um metal, possivelmente zinco. Cada uma das paredes e extremidades continha um pó branco, que, após exames preliminares, contatou-se tratar-se de cocaína, cujo volume somou aproximadamente dois quilos.

Os presos serão encaminhados ao presídio estadual, onde ficarão à disposição da Justiça.

Comunicação Social da Polícia Federal no no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Usuario:
Senha: