2266


A Polícia Federal e a Controladoria Geral da União deflagraram nesta segunda-feira (27/11) a Operação Controle Institucional, com o objetivo de coibir crimes praticados por servidores públicos federais para burlar procedimentos de fiscalização.

Cerca de 20 policiais federais e 6 servidores da CGU cumprem três mandados de condução coercitiva e três mandados de busca e apreensão.

Os alvos da operação são dois servidores da CGU que se valiam de sua condição de funcionários públicos para obter informações a respeito das fiscalizações realizadas pela Controladoria Geral da União e, de posse destas informações, faziam contato com os representantes dos municípios fiscalizados se oferecendo para amenizar o resultado das fiscalizações, bem como realizar a defesa dos municípios junto ao órgão fiscalizador.

Também é alvo da operação ex-vice Prefeito da cidade de Abaetetuba, que tinha a função de fazer o primeiro contato com os representantes dos municípios fiscalizados, apresentando os servidores da CGU.

Os atos criminosos chegaram ao conhecimento da CGU e da Polícia Federal por meio do Prefeito de outro município que, durante fiscalização, relatou para a equipe da Controladoria que tinha recebido ligações de servidora do órgão a pretexto de ajudar a cidade na fiscalização.

A investigação teve início em julho deste ano e no seu curso foi descoberto que o grupo criminoso ofereceu seus serviços a pelo menos mais dois municípios (Cametá e São Félix do Xingú).

Será concedida entrevista coletiva, às 10h, na sede da Polícia Federal em Belém.

Fonte:Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Usuario:
Senha: