ansef 1944

Suspeito de 27 anos chantageava as vítimas para que elas enviassem fotos e vídeos em situações degradantes. Ao menos 30 vítimas foram identificadas. Investigação contou com apoio da polícia nos Estados Unidos.

Ao menos 30 jovens, entre 7 e 17 anos, foram identificadas como vítimas de abusos sexuais cometidos por um homem de 27 anos, que foi preso pela Polícia Federal (PF), na manhã desta quinta-feira, em São Paulo. A PF investiga o caso há cerca de dois meses e conta com cooperação da polícia nos Estados Unidos. Há indícios de que o suspeito buscava as vítimas no Facebook e usava de chantagem para obrigá-las a fazerem fotos em situações degradantes.

De acordo com a investigação, o homem foi preso na casa dele, na Grande São Paulo. A Polícia Federal chegou à identidade dele após detectar grande fluxo de material pornográfico envolvendo menores de idade por meio de redes sociais. O criminoso buscava as vítimas no Facebook, as selecionando por meio das fotos e publicações.

Ele se passava por um fotógrafo profissional e, após ganhar a confiança da vítima, ele prometia carreira de modelo. "Passava a solicitar que elas tirassem fotos de si próprias nuas. Caso houvesse resistência, ele indicava outras garotas que teriam sido promovidas por ele com sucesso e que poderiam testemunhar suas boas intenções", diz nota da PF. No entanto, os perfis das supostas modelos eram, na verdade, administrados por ele.

Após conseguir a primeira foto constrangedora da pessoa, segundo a PF, o homem passava a ameaçar a vítima, dizendo que iria publicar as imagens na internet. Feito isso, ele obrigava esses jovens a se exporem em situações cada vez mais degradantes. "Em um dos casos, uma vítima de 16 anos foi obrigada a praticar sexo oral com seu irmão de 3 anos e enviar-lhe fotos e vídeos do ato", afirma a Polícia Federal.

O homem segue preso e deve responder à Justiça pelos crimes de estupro de vulneráveis, produção, posse e divulgação de arquivos de abuso sexual de menores. Ele permanece à disposição da 6ª Vara da Justiça Federal de Guarulhos. As penas pelos crimes podem variar entre 17 e 36 anos de prisão.

 

Fonte: Correio Braziliense

Usuario:
Senha: